Notícias

00000003726716800164396196391

23/11/2011

Secretário lança programa Acelera São Paulo em Votuporanga

Deputado Carlão Pignatari e prefeito Junior Marão anunciaram o evento que oferecerá linhas de crédito às iniciativas públicas e privadas da região

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia do Estado, Paulo Alexandre Barbosa, estará em Votuporanga no dia 9 de dezembro para assinar o convênio do novo programa do Governo do Estado, o Acelera São Paulo, que trará para os municípios e empresários da região todos os serviços e incentivos governamentais voltados para o desenvolvimento econômico público e privado.

 

Na manhã desta quarta-feira (16/11) o prefeito de Votuporanga, Junior Marão, e o deputado estadual Carlão Pignatari anunciaram o evento regional que será realizado em Votuporanga voltado a todos os setores da economia, sendo indústria, comércio, serviços e, inclusive, para a área pública.

 

O evento será realizado no Centro de Convenções Jornalista Nelson Camargo, a partir das 9h30, e terá como convidados, além do secretário Paulo Alexandre, o presidente da Nossa Caixa Desenvolvimento, Milton Luiz de Melo Santos; o secretário de Desenvolvimento do Estado de São Paulo, Luciano Almeida; a superintendente das Fatec’s e ETEC’s, Laura Laganá; além do deputado federal João Dado, comerciantes e industriais.

 

Para organizar o evento, acontecerá no próximo dia 25, no auditório da Airvo, uma reunião técnica para mostrar as ações e programas disponíveis para convênios onde serão convidados representantes do Sebrae, que explicará sobre a Lei Geral; da Nossa Caixa Desenvolvimento, sobre financiamentos disponíveis para municípios e empresas privadas; do Centro Paula Souza, do Investe São Paulo, da Fapesp e coordenadores da Secretaria voltados às áreas de Ensino Técnico, Desenvolvimento Regional, Ciência e Tecnologia e Empreendedorismo.

Benefícios

O prefeito Júnior Marão destacou, durante entrevista coletiva realizada em seu gabinete, que essa é uma grande oportunidade para pequenos e médios empresários e que a iniciativa deve gerar ainda mais renda e desenvolvimento para a região Noroeste Paulista.

O deputado Carlão Pignatari informou que alguns projetos já estão sendo estudados para serem liberados para a região como é o exemplo do Espaço Empresarial, instalado primeiramente em Votuporanga, na zona sul da cidade, e que poderá ser expandido para a zona norte, e para os municípios de Nhandeara e Fernandópolis.

 

“Temos também mais 330 bolsas para o Via Rápida [programa do Governo do Estado de São Paulo que oferece cursos básicos de qualificação profissional de acordo com as demandas regionais], demanda de cursos para as ETEC’s e salas descentralizadas para municípios que ainda não possuem a escola, parques tecnológicos, incubadoras, enfim, este é o momento que o Estado está fazendo liberações de programas e recursos para fomentar o desenvolvimento e vimos que 80% desses recursos ficavam somente na capital e em municípios da Grande São Paulo. Com o Acelera São Paulo os municípios do interior também estão tendo oportunidades de conhecer todos estes programas e aproveitar as oportunidades para crescimento econômico”, explicou o deputado.

 

Financiamentos

 

Entre as linhas oferecidas pela Agência de Fomento está o FIP (Financiamento ao Investimento Paulista), que é uma linha de financiamento voltada para projetos de implantação, ampliação, modernização da capacidade produtiva, inovação e desenvolvimento tecnológico, meio ambiente e à eficiência energética para indústrias, comércio, agroindústrias, prestadoras de serviços e cooperativas de produção paulistas. A linha FIP oferece taxa de juros de 0,65% ao mês, mais correção pela IPC-FIPE , com prazo de até 120 meses, incluindo a carência.

 

Economia Verde

 

Também tem o Linha Economia Verde, que financia projetos das pequenas e médias empresas que proporcionem a redução das emissões de Gases de Efeito Estufa no meio ambiente. O objetivo desta linha é financiar projetos dos diversos setores produtivos da economia paulista que proporcionem a redução das emissões de gases de efeito estufa de acordo com as metas estabelecidas pela Política Estadual de Mudanças Climáticas (PEMC) – Lei 13.798. A taxa de juros é 0,49% ao mês, corrigida pelo IPC-FIPE, com prazo de até 120 meses e carência máxima de 24 meses.

 

Setor público

 

Para o setor público, a  oferece linhas de crédito focadas na melhoria da infraestrutura urbana Agência de Fomento Paulista , agregando valor aos setores sensíveis da economia. Os projetos visam a implantação, ou ampliação, da malha viária, da infraestrutu ra industrial, de centros de comercialização ou distribuição agropecuária e o desenvolvimento de arenas para eventos esportivos, econômicos, culturais e sociais, sempre alinhado com as questões que envolvem o meio ambiente, havendo uma linha específica para atendimento sócio ambiental

 

A Agência também opera com linhas de financiamento do BNDES para os municípios do Estado de São Paulo.

 CONFIRA FOTOS NO FLICKR

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp