Notícias

00000000517554717658122250789

22/03/2013

Para deputado Carlão, programa lançado pelo governo vai melhorar a qualidade de vida da população

Carlão acompanhou prefeitos da região Noroeste Paulista no “Encontro do Governo com os prefeitos paulistas”

 

O deputado estadual Carlão Pignatari (PSDB) acredita que o programa lançado nesta quinta-feira pelo Governo do Estado vai melhorar a qualidade de vida de toda a população paulista. Prefeitos e representantes de mais de 600 municípios participaram do “Encontro do Governo do Estado de São Paulo com os prefeitos paulistas”, em que o governador Geraldo Alckmin anunciou a liberação de R$ 2,46 bilhões em investimentos para as prefeituras. O evento aconteceu no Memorial da América Latina, na capital.
O deputado Carlão Pignatari participou da abertura do encontro juntamente com as lideranças da região Noroeste Paulista e disponibilizou todos os seus agentes políticos da região para dar todo apoio e orientação aos prefeitos.
“O Governo do Estado tem procurado auxiliar todas as prefeituras de São Paulo, independente do partido do prefeito. São programas que buscam facilitar a vida das pessoas e vêm de encontro aos anseios da população, principalmente das menos favorecidas. Como agentes políticos, temos que trabalhar unidos com os prefeitos para conquistar cada benefício disponível para as cidades”, analisou o deputado Carlão Pignatari.
Na oportunidade, o governador lançou um pacote de medidas e benefícios nas áreas de saúde, educação, habitação, acessibilidade, população idosa, agricultura, trabalho e programas sociais. Confira uma síntese dos anúncios feitos pelo governador.
 
Educação
Na área da Educação, todos os municípios terão o Programa Creche Escola; aumento de 100% na merenda; e ônibus ou micro-ônibus para transporte de aluno de área rural ou urbana. O investimento total na área será de R$ 372,3 milhões. O Governo de São Paulo é o único que complementa o recurso do Governo Federal para merenda. Antes, para a escola em período normal, o Estado oferecia R$ 0,25 por aluno, agora vai pagar R$ 0,50 por aluno. Nas unidades de período integral, o investimento sobe de R$ 0,36 para R$ 2. 
 
Saúde
O investimento da Secretaria da Saúde é de R$ 190 milhões. Desse total, R$ 140 milhões serão destinados para reforma e modernização das Unidades Básicas de Saúde de todos os 645 municípios paulistas. Já os outros R$ 50 milhões serão aplicados na entrega de uma ambulância ou van para os 500 menores municípios do Estado.
 
Habitação
A secretaria da Habitação vai auxiliar as prefeituras de municípios com menos de 100 mil habitantes a adquirir terrenos para construção de conjuntos habitacionais. O recurso anunciando para a área é de R$ 80 milhões.
 
Direitos da Pessoa com Deficiência
A Secretaria de Direitos da Pessoa com Deficiência anunciou uma linha de crédito com juro zero no valor de R$ 50 milhões para apoio aos municípios na implementação de planos de acessibilidade em espaços públicos. São melhorias de prédios e vias, instalação de sistemas de comunicação visual, sonora ou tátil e mesmo a construção de prédios para atividades de pessoas com deficiência. 
 
Cartão do Idoso
Os idosos serão beneficiados com o Cartão do Idoso. Todas as pessoas com mais de 80 anos que não sejam contempladas com nenhum benefício passarão a receber R$ 100 no Cartão do Idoso. Atualmente, o programa beneficia 32 mil pessoas.
 
Agricultura
Outro anúncio importante aconteceu na agricultura. Com o Melhor Caminho, a Secretaria da Agricultura vai recuperar pelo menos 920 km de estradas rurais. Estão previstos 130 convênios com prefeituras que totalizam R$ 105 milhões. Outros R$ 10 milhões serão aplicados na instalação de pontes de 6, 8, 10 e 12 metros na área rural de 100 municípios. A Secretaria de Logística e Transportes aplicará R$ 915 milhões na conservação de 922 quilômetros de 131 estradas vicinais, beneficiando 73 municípios.
 
Investimentos 
– Logística e Transportes: R$ 915 milhões
– Desenvolvimento Social: R$ 456,5 milhões
– Educação: R$ 372,3 milhões
– Saúde: R$ 190 milhões
– Saneamento e Recursos Hídricos: R$ 163 milhões
– Agricultura e Abastecimento: R$ 105 milhões
– Meio Ambiente: R$ 100 milhões
– Habitação: R$ 80 milhões
– Direitos da Pessoa com Deficiência: R$ 50 milhões
– Fundo Social de Solidariedade: R$ 26 milhões
Total: R$ 2,46 bilhões
 
 
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp