Notícias

00000003596807878070024036043

08/11/2012

Deputado Carlão propõe uso de bolas de materiais biodegradáveis em eventos públicos

Para deputado, a crescente ameaça de desequilíbrio no ecossistema é consequência dos modelos adotados desde a revolução industrial

 

Dois projetos de lei de autoria do deputado estadual Carlão Pignatari (PSDB) determinam que as bolas usadas para esportes sejam, em sua maioria, feitas de materiais biodegradáveis e recicláveis. Um dos projetos determina que na compra das bolas feita pela administração pública direta ou indireta do Estado ou por entidade paraestatal que receba auxílio do Poder Público, deverão ser escolhidos produtos de matéria prima reciclável ou biodegradável para que seja atingida a quantidade de 30% de bolas esportivas compostas por esse tipo de material. 
Outro projeto prevê que os responsáveis por eventos esportivos públicos devam utilizar nos jogos ao menos 30% de bolas feitas de substâncias recicláveis ou biodegradáveis.
Na justificativa dos projetos, Carlão cita documento conjunto de Brasil e Argentina apresentado na reunião preparatória para o evento Rio-92 em que diz que a crescente ameaça de desequilíbrio no ecossistema global é consequência direta dos modelos de desenvolvimento que têm sido adotados desde a primeira revolução industrial, especialmente no mundo desenvolvido, onde têm prevalecido padrões inadequados de produção, consumo e desperdício.
Pignatari explica que esses padrões resultam em mudanças climáticas iminentes, uso de recursos naturais além da capacidade de reposição da biosfera, devastação da natureza, redução da biodiversidade e poluição do ar, solo e água. 
“A gravidade do problema demanda urgentes providências da parte do Poder Público e da sociedade civil: é preciso rever regras, hábitos, interesses, prioridades”, comenta o deputado. O parlamentar faz referência ainda a trecho da Constituição federal a respeito de que todos os cidadãos têm direito à um meio ambiente ecologicamente equilibrado.
 
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp