Notícias

fg275399

05/10/2021

Alesp moderniza gestão, economiza recursos e faz nova doação ao Fundo Social de Solidariedade do Estado

Veículos da frota antiga do Legislativo paulista serão leiloados; estimativa é arrecadar, ao menos R$ 2,1 milhões para projeto social

A Assembleia Legislativa de São Paulo formalizou, nesta terça-feira (5/10), a doação de 77 veículos da frota inativa para leilão do Fundo Social de Solidariedade do Estado. A estimativa é arrecadar, no mínimo, R$ 2,1 milhões, que serão aplicados na implementação das Praças da Cidadania e cursos profissionalizantes a famílias em situação de vulnerabilidade social.

A doação é possível porque o Parlamento paulista substituiu a frota antiga pela locação de veículos e economizou, ao menos, R$ 2,2 milhões com a medida. Atualmente, 70 veículos são usados para o transporte dos parlamentares. Outros 48 carros são usados para transporte de integrantes da Mesa Diretora, líderes de partidos e servidores da administração.

Participaram da cerimônia de doação o presidente da Alesp, deputado Carlão Pignatari; o 1º secretário da Mesa Diretora, deputado Luiz Fernando; a presidente de Honra do Fundo Social de Solidariedade e primeira-dama do Estado, Bia Doria; o presidente-diretor do Fundo, Fernando Chucre; e demais parlamentares.

“Mais uma vez, a Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo dá exemplo de responsabilidade social ao economizar recursos, modernizar sua gestão e propor ações concretas para ajudar famílias carentes do nosso Estado. Estamos no caminho certo e vamos continuar trabalhando para mais conquistas para os paulistas”, disse o presidente da Alesp, deputado Carlão Pignatari.

O 1º secretário da Alesp, deputado Luiz Fernando, também comentou a doação dos veículos e as ações da Casa. “O deputado Carlão, juntamente com a Mesa Diretora e com os deputados e deputadas, estão trabalhando em uma lógica para fazer a diferença em todos os segmentos, não só no processo legislativo, mas também no custeio dessa Casa. Além disso, estamos trabalhando para tornar a Casa mais sustentável e mais uma vez a Alesp marca um golaço ajudando o Fundo Social, sobretudo no momento delicado pelo qual estamos vivendo”, disse.

Não é a primeira doação que a Assembleia Legislativa faz neste ano ao Fundo Social de Solidariedade do Estado de São Paulo. Em junho, a Alesp doou 150 mil cestas básicas, que estão sendo distribuídas aos municípios por meio do programa Alimento Solidário. A cesta tem diversos alimentos, além de produtos de higiene pessoal e limpeza.

Neste primeiro caso, a doação foi possível graças à economia de mais de R$ 20 milhões registrada pelo Parlamento no primeiro semestre de 2021. Contratos foram encerrados ou renegociados. Houve cortes nas despesas e redução de custos. Além disso, a Alesp implantou soluções tecnológicas que representaram ganho de eficiência e produtividade.

“Não tenho nenhuma dúvida que as ações do Fundo Social, como os cursos de capacitação, os treinamentos e as distribuições das cestas básicas estão sendo bem feitos. Já em relação a Alesp, fizemos uma doação de R$ 15 milhões ao Fundo, que foi revertido em mais de 150 mil cestas básicas. Além disso, estimamos, com a doação desses veículos, um valor de mais de R$ 2 milhões para o Fundo Social do Estado de São Paulo”, disse Carlão Pignatari.

Praça da Cidadania

A presidente do Fundo Social do Estado de São Paulo, Bia Doria, ressaltou a parceria com a Assembleia e a importância do Fundo Social. “O Fundo Social tem esse olhar para as pessoas que mais precisam. Buscamos auxiliar todos os municípios e, com o leilão desses veículos doados pela Alesp, será possível reverter esse valor para os cursos de capacitação. Esse olhar que a Assembleia está tendo é inédito e será fundamental para o desenvolvimento do Estado”, afirmou Bia Doria.

De acordo com o Fundo Social de Solidariedade, as praças da Cidadania são espaços destinados à proteção social, ao aperfeiçoamento profissional e à participação comunitária em territórios vulneráveis. Elas combinam melhorias urbanas, por meio da implantação de espaços destinados ao esporte, lazer e à convivência comunitária, com a oferta de cursos de qualificação profissional e de políticas de assistência social.

Sobre os cursos profissionalizantes, serão 22 ofertas no total para capacitar 2,5 mil pessoas por mês com cursos de costura, moda e beleza. O projeto Praça da Cidadania já tem três unidades implantadas, sendo uma em Santo André, inaugurada em outubro de 2019, outra em Paraisópolis, inaugurada em dezembro de 2020, e a mais recente em Guarulhos, de fevereiro de 2021.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *