Notícias

00000001004671418224478508998

05/12/2013

Deputado Carlão Pignatari apoia projeto de para destinação correta de resíduos sólidos

Recursos serão destinados para a criação de uma unidade de processamento e industrialização dos resíduos
O deputado estadual Carlão Pignatari acompanhou o secretário de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação do Estado, nesta sexta-feira (dia 29/11), na cerimônia de assinatura de convênio no município de Jales, para a implantação da Central de Processamento e Industrialização de Resíduos do Arranjo Local (APL) da região. O evento aconteceu na Câmara Municipal e contou com a presença da presidente da Câmara de Jales, Pérola Cardoso; do vice prefeito de Jales, Pedro Callado; dos deputados estaduais Itamar Borges e Orlando Bolçoni; da secretária municipal da Agricultura Pecuária, Abastecimento e Meio Ambiente, Sandra Gigante; do presidente da Ecoação, Francisco Altimari; diversos prefeitos da região entre outras lideranças. 
Essa unidade será composta pelas cooperativas Coopersol, de Jales; a Coopersul de Santa Fé do Sul e a Coopervinte de Votuporanga, com um investimento de R$ 596.726,00. 
A unidade de tratamento organizará a cadeia produtiva por meio da profissionalização de catadores. Vai oferecer também uma estrutura necessária para que os profissionais possam realizar o processamento do lixo e aperfeiçoar a qualidade do serviço prestado. 
O Arranjo Produtivo Local de Resíduos Sólidos beneficia 200 catadores da região. Os municípios que abrangem este projeto são Jales, Aparecida d’Oeste, Aspásia, Auriflama, Dirce Reis, Dolcinópolis, Estrela d’Oeste, General Salgado, Guarani d’Oeste, Ilha Solteira, Indiaporã, Macedônia, Marinópolis, Mesópolis, Mira Estrela, Nova Canaã, Ouroeste, Palmeira d’Oeste, Paranapuã, Pedranópolis, Pontalinda, Rubinéia, Santa Albertina, Santa Clara d’Oeste, Santa Fé do Sul, Santa Rita d’Oeste, Santa Salete, Santana da Ponte Pensa, São Francisco, Suzanópolis, Três Fronteiras, Turmalina, Urânia e Vitória Brasil. 
De acordo com o secretário Rodrigo Garcia, o projeto tem o objetivo da criação de um centro especializado na operacionalização da gestão de resíduos. “A iniciativa proporcionará melhorias na quantidade e qualidade dos serviços prestados e fortalecerá a economia e o empreendedorismo local”, explicou o secretário.
“Não considero esses profissionais como catadores, mas sim como agentes do Meio Ambiente. Temos que buscar alternativa para a destinação correta dos descartes de resíduos sólidos não só nos aterros sanitários, mas melhorar a qualidade de vida das pessoas e deixando o ambiente saudável para futuras gerações”, finalizou o deputado Carlão. 
 
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp