Governo mostra interesse em instalação de Usina Solar no interior

Deputado Carlão Pignatari apresentou executivos espanhóis ao governador Geraldo Alckimin; na sequencia se reuniram com secretário de Energia, José Anibal


Publicado dia 08 de julho, 2011 / Publicação com 0 comentário(s)

O governo de São Paulo mostrou-se bastante interessado pela instalação de usina Fotovotaica no município de Votuporanga, interior do estado. O deputado estadual, Carlão Pignatari, que está articulando o relacionamento entre governo e iniciativa privada, apresentou na tarde de ontem (29/06) executivos do grupo espanhóis ao governador Geraldo Alckmin e na sequencia reuniram-se com o Secretário de Energia do Estado, José Anibal, na presença do prefeito de Votuporanga, Júnior Marão.

Como resultado da reunião, ficou acordado entre Secretário e executivos que o projeto da primeira instalação de usina solar será levado ao governo federal e discutido os investimentos no setor. A primeira reunião com o Secretário ocorreu logo que assumiu a pasta. Neste segundo encontro, os espanhóis apresentaram o projeto completo e o avanço das negociações com o governo nas esferas municipal e federal.

De acordo com os espanhóis, o governo federal fará dois leilões, o primeiro está previsto para este ano e o outro no início de 2012 para contratação de suprimentos energéticos que estará aberto a todos os estados do país. “Precisamos que o estado de São Paulo apóie nosso projeto, apresentando-o em sua proporcionalidade para que possamos concorrer de forma mais igualitária”, diz o executivo.

O projeto está orçado em R$250 milhões. A usina irá ocupar uma área de 25 alqueires, com potência instalada de 33MW. Junto à usina, a empresa também pretende instalar uma fábrica para a produção dos painéis fotovoltaicos.

A escolha do município de Votuporanga se deve pelo índice de insolação que se equipararia ao das regiões Norte e do Nordeste do País e a proximidade com o prefeito do município em razão de outros investimentos bem sucedidos na região. “Vejo este projeto como uma  grande oportunidade do estado de São Paulo avançar, investindo em fontes renováveis, melhorando o setor energético do estado.”, esclarece o deputado.

Umas das condicionantes apresentadas pela empresa para que o projeto saia do papel é o investimento dos governos federal e estadual no setor, bem como a garantia de rentabilidade do empreendimento.

Deixe um Comentário


INSTAGRAM