Unifev pede apoio do deputado Carlão Pignatari para propor mudanças no programa Escola da Família

Reitor da instituição diz que o valor da bolsa concedida pelo Governo do Estado deveria ser revisto


Publicado dia 22 de agosto, 2012 / Publicação com 0 comentário(s)

 

A Unifev (Centro Universitário de Votuporanga) está propondo alterações no programa Escola da Família para ampliar os benefícios do Bolsa Universidade. O reitor da instituição, Marcelo Ferreira Lourenço, disse que é preciso fazer alguns ajustes, para que um maior número de estudantes tenha acesso e oportunidade de frequentar um curso superior.
Para Votuporanga, segundo Lourenço, são destinadas 104 vagas, das quais apenas 58 estão ocupadas. O reitor explicou que a maioria dos estudantes procura cursos que não têm relação direta com o programa, como Direito, Arquitetura e Urbanismo. “Os cursos que têm uma proximidade com o Escola da Família são os da área de licenciatura, como Pedagogia, Química, Matemática, Educação Física, Geografia e Letras”, disse.
Pelo Escola da Família, o estudante contemplado recebe bolsa integral de seu curso – custeada conjuntamente pela Secretaria estadual de Educação, que arca com o valor proporcional a 50% da mensalidade, desde que não ultrapasse o teto de R$ 310, e pela instituição de ensino. Em contrapartida, o universitário atua como educador, aos sábados e domingos, em uma unidade participante do Escola da Família da Rede Estadual de Ensino, auxiliando no desenvolvimento das atividades previstas pelo programa, com o objetivo de criar uma cultura de paz, despertar potencialidades e ampliar os horizontes culturais de seus participantes. 
O reitor disse ao deputado Carlão Pignatari que o governo poderia rever o valor de R$ 310, porque muitos cursos têm custo superior a essa bolsa. Outra sugestão seria a liberação das listas de espera. “Assim poderíamos manter contato com esses pretendentes e encaminhá-los para outros programas, ajudando-os a ingressar na faculdade”, disse Lourenço.
“Vamos encaminhar a sugestão do Dr. Marcelo Lourenço para a Secretaria da Educação, pois acreditamos que todo esforço que fizermos para ajudar nossos jovens a buscar qualificação em cursos superiores é válido”, avaliou o deputado Carlão Pignatari.
 

Deixe um Comentário


INSTAGRAM